Extra Deck, Synchros e o Metagame

Yo!

Teremos uma análise diferente dessa vez. Essa é a minha opinião sobre o papel do Extra Deck no metagame atual.

 

Antigamente chamado de Fusion Deck, o Extra Deck não tinha tanta importância no jogo. Usava quem queria, não era extrema necessidade. As primeiras fusões foram lançadas no primeiro Booster, Legend of Blue-Eye White Dragon, mas praticamente ninguém as usava, porque não tinham efeito nenhum, você fundia dois monstros inúteis e formava um não-tão-inutil-mas-ainda-assim-longe-de-ser-bom, por isso o jogo era muito restrito ao Main Deck.

Foi assim até o final dos boosters baseados em Gx. Com certeza, as fusões ficaram mais populares nessa época por que vários protagonistas usavam fusões, como Jaden, Syrus e Zane. Mesmo assim, continuava sendo meio esquecido o bendito Fusion Deck. E a Konami percebeu isso.

5D’s foi onde o Extra Deck ganhou ampla usagem. Praticamente todos os decks tem um Extra, e o Main Deck passou de “tenha monstros poderosos de 2 tributos” para “faça Synchros custe o que custar”. Quase não se usam monstros de Lv alto no Main Deck hoje em dia, os monstros poderosos estão quase que inteiramente localizados no Extra, por não se prenderem à mecânica de Normal Summon. Juntamente com todas aquelas cartas que permitem invocações especiais em velocidade atômica, fazer Synchros deixou uma marca no Card Game, que provavelmente nunca sairá.

Verdade que demorou um tempo para que os jogadores se acostumassem com as mecânicas de Synchro, como usar Tokens, mas depois de aprendido, Synchro Summon se tornou uma arte. Uma boa parte dos archetypes atuais possui seus Synchros próprios, como o Giganoto nos Jurracs, Gottoms em Xs, Shi En em Six Samurai, e Vajrayana em Dragunity.

Apesar disso, existem vários Synchros Staples, que, segundo a tradição dos jogadores, devem estar em todo e qualquer extra deck, como Brionac, Stardust, Black Rose, Catastor e TRISHULA! Goyo era Staple antes de ser banido, e agora vem sendo lentamente substituido por Gaia Knight. No entanto, e obviamente, pode-se optar por retirar algum Staple caso seu deck não seja capaz de fazê-lo rapidamente (não adianta ser capaz de fazer Catastor em 3 turnos, até lá você já pode ter perdido). O único deck que eu vi sobreviver sem Synchros é o famigerado Gravekeeper’s, mas é um caso à parte, já que GK tem muita velocidade, e é bem consistente.

O Extra Deck, dessa forma, possui função vital no metagame atual, ele foi uma evolução desde o momento que apareceu pela primeira vez, e muito provavelmente Synchros não serão totalmente substituidos por Xyz, da mesma forma que ainda existem decks que usam muitas fusões, vulgo Gem-Knight e Hero Beatdown.

 

Bom é isso ai, essa é minha humilde opinião, espero que tenham gostado. Até a próxima!

Sobre Hyokketsu

Decks Fodasticos: Geargia Karakuri, Hieratic Rank 6 OTK, Hieratic Rank 8 Control, Photon Control, Macro Ra

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s